Arquivo da categoria: Blogosfera

Sisterchicks

Tem gente que acredita em amizade na internet e tem gente que diz que isso não existe de jeito nenhum. Eu já contei várias vezes por aqui que a internet sempre me trouxe muitas coisas boas (meu maridão é o melhor exemplo) e continua me trazendo, mesmo que eu tenha escolhido dar um tempo de redes sociais e blog, os laços que eu fiz com pessoas de todos os lugares desse planeta tão grande, estão aí: firme e forte.

Estou contando tudo isso para dizer que eu tive uma surpresa das minhas Sisterchicks, essas bandidas armaram pra mim e eu nem desconfiei. Aproveitando o casamento da Princesa Isabel em Volta Redonda, duas sisterchicks (Manu e Annie) estenderam sua estadia no Rio, se juntaram a outra sisterchick que mora por aqui (Juliana) e apareceram aqui em casa com muitos presentinhos para a Juju, incluindo muitos pacotes de fraldas para a alegria do Papai Cris, hehehehehehe.

Bandidas, eu quero deixar aqui o meu agradecimento a vocês, realmente eu não esperava por nada disso e fiquei muito emocionada com todo esse carinho de vocês por mim. Meu coração está tão alegre por saber que mesmo tão longe, vocês estão por perto e se preocupando comigo. Vocês são muito importantes na minha vida e na vida da minha família. Talvez eu não possa colocar em palavras o quanto tudo isso significou para mim, mas acho que para vocês saber que eu estou feliz já basta! Amo vocês!

Agradecendo por ordem alfabética: Aline (NY), Annie (PR), Cíntia (MG), Deise (PR), Manu (AM), Isabel (AM), Juliana (RJ), Lia (SP). Muito obrigada! s2

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em Amigos, Blogosfera, Momentos especiais

2011

Cof… cof… cof… Quanta poeira por aqui, bora limpar tudo pra começar 2012!

Desde que parei de atualizar esse bloguinho, muitas coisas aconteceram na minha vida. Ainda não consigo definir 2011 com uma palavra, mas esse ano me fez crescer tanto como pessoa, como mulher. Algumas mudanças aconteceram na marra, outras eu mesma fui moldando até que ficasse tudo bem. Mas fez muita falta escrever aqui. Esse blog é o lugar aonde eu posso colocar as minhas ideias em ordem, reviver momentos especiais, guardar lembranças e pensamentos para a posterioridade. Quero voltar a esse cantinho, talvez eu não consiga me lembrar de tudo o que aconteceu nesse tempo, mas eu sei que precisava dessa pausa para me encontrar.

Como é de novidades que todo mundo gosta, essa é a minha novidade de 2011


Minha linda Juju (Juliana) que tá crescendo no barrigão, prevista para chegar dia 12 de março de 2012. A gravidez foi um grande susto, já que não planejamos, surpresa total. Mexeu muito com meus sentimentos, me deixou cheia de preocupações, com muitas dores e sangramentos no início, mas está aqui firme e forte, não fica quieta nem por um minuto, mexe e remexe a todo instante. Vem trazendo muitas alegrias e planos para 2012.

Mari continua linda como sempre, cheia de graça e charme. Muito animada com a chegada da irmã. Desde o início ela disse que era uma menininha e acertou no palpite. Estou cheia de pérolas que ela anda dizendo por aí, depois tenho que fazer um post só com elas. Essa minha filha é tão carinhosa, me enche de orgulho todos os dias, quanto mais cresce mais companheira ela fica. E como ela cresceu, aiaiaiaiai, ficando muito mocinha essa minha princesa.

Eu e ele completamos seis aninhos de casados e estamos cada dia mais apaixonados. Ele tem sido tão maravilhoso nesse período de gravidez, curtiu desde o início, me passa tanta segurança e me dá tanto amor. Só posso dizer que amo demais!

2011 está terminando e não dá pra ficar pensando no que poderia ter acontecido diferente, foi tudo como deveria, mesmo que muitas vezes eu não tenha gostado nada. Mas é bom olhar pra trás e ver que gostei da maioria das coisas que aconteceram, mesmo que eu não tenha planejado nada do que aconteceu. Só seria melhor se eu tivesse tido mais saúde pra aguentar o tranco, porque uma gravidez cheia de complicações iniciais, uma pneumonia no meio, filha com catapora e crises de bronquite, não foi nada fácil. Mas já passou e estamos bem, isso é o que importa realmente.

Terminamos 2011 assim, com muita paz, certeza de que o que plantamos esse ano nos trará bons frutos para 2012.

8 Comentários

Arquivado em Blogosfera, Eu, Família, Momentos especiais

Feliz Natal

Mesmo com a minha correria eu não poderia deixar de passar por aqui e desejar um Feliz Natal a todos que acompanham esse blog.

Então, FELIZ NATAL!

2 Comentários

Arquivado em Blogosfera

#bandida @cintiamcr

Oi pessoas!

A correria está grande nesse final de ano, mas dezembro não fugiria a regra de um ano difícil em muitos sentidos. Mas 2010 também foi um ano que me trouxe amigas queridas: as #bandidas. Em outubro eu conheci JuDeb e Bel, numa passadinha rápida por Volta Redonda e semana passada eu conheci a Cíntia.

Ela veio na terça (7) e voltou pra Beagá na quinta (9), uma viagem relâmpago, mas cheias de aventuras, né Cíntia? Vou resumir o que houve pra vocês. Na terça eu fui encontrar com a Cíntia na casa do primo dela, que é na mesma cidade que eu moro, mas é longe da minha casa. Fiquei com medo de não acertar onde era de carro e fui de ônibus mesmo, nos encontramos no ponto, a Cíntia estava com a mãe dela, que fez questão de me conhecer, afinal esse mundo “internético” nem sempre é legal e todo cuidado é pouco. Conheci também a tia, tio, primo, prima e até avó dela. Depois de ser aprovada por todos eles liberaram a Cíntia pra dar umas voltas.

Decidi ir pegar o carro pra gente sair e adivinhe o aconteceu? A múmia, ops Monalisa, não olha para o termômetro do carro, a ventoinha não armou e o carro explodiu, ops ferveu, exagerada.com.br, hahaha. Agora acha um mecânico pra te socorrer quando precisa? Todos cheios, ninguém podia ir, ficamos torrando no sol. Cíntia pegou uma corzinha digna de praia, mas sem estar nela. Cansadas de uma tarde inteira no sol, fomos pra minha casa e não conseguimos sair mais #fail.

Na quarta de madrugada (5 da manhã) teríamos que acordar porque o primo da Cíntia ia passar pra pegá-la, porque ela fez a viagem pra ir à formatura dele. A prima dela me ligou a uma da manhã pra avisar que iria passar a seis e meia, a Cíntia já estava dormindo, eu alterei o despertador do celular dela, quando ela acordou um pouco antes das seis e viu que o celular não tinha despertado, ficou desesperada, hahahaha. Mas eu não fiz por mal, pensa numa pessoa que não dorme e quando dorme alguém vai lá e acorda. No fim deu tudo certo e ela foi pra formatura do primo.

De tarde combinamos de ir à praia, o carro ficou pronto no mecânico, pegamos e carro e fomos e adivinhe? Isso mesmo o carro pifou de novo e melou a praia. Depois de tudo resolvido, conseguimos chegar sãs e salvas no MAC, cartão postal de Nikit, nós andamos por lá e ela conheceu um pouquinho da cidade. Voltamos pra casa e saímos cedinho na quinta-feira pra ela ir à praia, afinal quinze anos sem praia, ela tinha que ir de qualquer maneira. Passamos uma manhã deliciosa, com Mari correndo pela areia e nos fazendo perder uns quilinhos, hahahahaha.

Depois hora da despedida, um até breve, pois em janeiro ela está novamente aqui, para passar uma semana, sem correrias dessa vez. O legal dessas aventuras são as histórias que temos pra contar depois, porque na hora do desespero e única vontade que dar é chorar, cômico.

Ah, também ganhei presentinho de aniversário da Cíntia. Valeu #bandida.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

9 Comentários

Arquivado em Amigos, Blogosfera

Tagged (Meme) e Selinho

A Cíntia recebeu essa tagged (que é um meme disfarçado) e deixou no blog dela para quem quisesse pegar. Eu não sou fã de ficar respondendo meme, só quando eu acho ele legal, e esse eu achei! 🙂
Regras:
* Colocar a foto de tagged no post

* Falar 10 ou mais coisas sobre você (qualquer coisa), 5 ou mais manias (esquisitices) suas, 5 ou mais coisas que te irritam, 5 ou mais coisas que você adora, 5 hobbies seus; 5 coisas que ninguém sabe sobre você; seu maior sonho; seu maior medo; as coisas mais importantes na vida pra você. OBVIAMENTE você não precisa escrever tudo; pode omitir algumas perguntas ou não responder. É uma brincadeira, não uma visita ao psicólogo! XD
10 ou mais coisas  sobre mim
  1. Eu gosto de português e de matemática (não sou normal, eu já sei);
  2. Tenho certa facilidade em esquecer coisas ruins, minha memória é ótima pra isso;
  3. Gosto de silêncio e de ficar sozinha (isso é raridade pra mim);
  4. Sou muito chorona (Jura? Ninguém sabia!);
  5. Adoro dar gargalhadas, daquelas de perder o fôlego;
  6. Sou engraçada na maior parte do tempo, mas quando estou chateada sou o ser mais insuportável do mundo e só o Cris me aguenta (ai dele se não aguentar!);
  7. Não posso entrar em livrarias, perco a noção de juízo e as operadoras dos meus cartões de crédito adoram;
  8. Tive uma infância maravilhosa;
  9. Comecei a trabalhar com 14 anos, como estagiária da CEF;
  10. Odeio ficar com calor, sol pra mim só na praia, fico muito irritada no tempo quente.
5 ou mais manias minhas
  1. Coçar feridas até sangrarem (eu sei que isso é horrível, mas quando dou por mim já arranquei a casca da ferida e já tá saindo sangue);
  2. Morder a língua quando estou concentrada ou distraída;
  3. Lavar a pia do banheiro antes de lavar o rosto e escovar os dentes;
  4. Dormir somente do lado esquerdo da cama;
  5. Conversar comigo mesma em voz alta.
5 ou mais coisas que me irritam
  1. Perguntas idiotas (minhas respostas são muito cretinas. Uma vez estava com Mariana recém-nascida vestida de rosa dos pés a cabeça, com brinquinho na orelha e veio uma pessoa e mexeu com ela e disse: Ai que lindo! É menino? – Reposta da Monalisa: É menino sim, é que eu queria muito uma menina, aí já tô treinando ele pra ser gay desde pequeno, por isso as roupas rosa, o lacinho rosa e os brinquinhos! hahahahahhahaa)
  2. Mantras gospel (Sério gente, esse negócio de repetir dez vez a mesma frase numa música, vira mantra, tenho paciência não!);
  3. Cristiano repetir dez vezes a mesma coisa ou a mesma história, tem horas que eu já sei até a próxima frase (me irrita muito, ele sabe disso e parece que faz para provocar);
  4. Meus vizinhos ouvidores de funk (eu odeio funk);
  5. Pastores que se acham os donos da verdade, posam de reis momos, e esquecem que ser anjo da igreja é servir aos servos e não serem servidos;
  6. Ter que assistir discovery kids com os mesmos episódios repetidos de sempre (ser mãe não é fácil!);
5 ou mais coisas que eu adoro:
  1. Mari e Cris
  2. Uma boa leitura
  3. Internet
  4. Banhos demorados ao som de música (quase nunca consigo fazer isso)
  5. Assistir filmes com meu amor do lado
  6. Chocolates
5 hobbies meus:
  1. Ler
  2. Escrever
  3. Brincar com a Mari
  4. Conversar com pessoas inteligentes
  5. Namorar meu marido
5 coisas que ninguém sabe sobre mim
  1. Tive depressão boa parte da minha vida;
  2. Conheci meu marido num chat;
  3. Sabia ler e escrever aos quatro anos;
  4. Sou péssima em química e em geografia.
  5. Já sofri um aborto.
Meu maior sonho: Ver minha filha crescer, ficar velhinha ao lado do meu marido e ter meus livros publicados.
Meu maior medo: Não ser feliz.
As coisas mais importantes da vida: Deus e minha família.
* ‘Taggeiar’ mais 5 pessoas para participarem da brincadeira!
Não vou indicar, quem quiser pegar e fazer fique à vontade, só deixe o link para eu ver suas respostas! 🙂
Além da tag a Cíntia também me deu um selinho. A regra é indicar outros 10 blogueiros que também são show. E vou quebrar a regra deixando o selinho para todo mundo que comenta por aqui, mas especialmente para minha amiga Beta e para as #bandidas.

3 Comentários

Arquivado em Blogosfera

Para Manu

Hoje é aniversário dessa garota da foto: a Manu.

Manu é uma das amigas especiais que a internet me trouxe. E hoje eu desejo toda a felicidade para essa menina-mulher.

Flor, que você continue depositando a sua fé e confiança no Autor da Vida, pois Ele é o consumador da nossa fé. Muitas alegrias estão por vir, então desejo a você muita saúde para viver todas essas alegrias. Dias tristes também virão, mas saiba que eles passam, assim como tudo passa. Saiba que aqui você tem uma amiga que torce muito por você. Parabéns e que venham muitos aniversários pela frente!

Essa é uma pequena homenagem a você, pois você merece isso e muito mais. (Mesmo que seu lado pessimista, viva dizendo que você não merece nada disso. Jogue todos esses pensamentos fora, pois você é amada e querida do Pai! 🙂  Não temas, Deus é contigo todos os dias da sua vida).

Ps. Estou sumida, pois estou de castigo por causa de uma tendinite, não posso passar muito tempo na frente do computador, mas essa semana eu volto com tudo, aguardem! Bjs

6 Comentários

Arquivado em Amigos, Blogosfera

Aconteceu comigo…

… mas poderia ter acontecido com você.

Vou contar aqui uma coisa muito chata que aconteceu comigo e que envolveram outras pessoas, foi um fato muito desagradável e que me fez repensar muitas coisas.

Eu sempre disse que amo a internet, as pessoas que conheci na internet, que conheci meu marido na internet, que tenho um verdadeiro caso de amor que esse mundo virtual. Mas também sempre soube de que coisas muito ruins acontecem no mundo virtual e aconteceu comigo.

A Cíntia é uma grande amiga que conheci nesse mundo virtual e bloguístico. Assim como ela eu tenho outras grandes amigas que conheci da mesma forma. Isso é bem legal! Eu e a Cíntia conversamos muito, sobre uma série de coisas e somos duas pessoas que estão aprendendo a escrever histórias, esse fato nos aproxima ainda mais.

Ambas queremos publicar os nossos livros, isso é um sonho, mas a gente corre atrás. Estamos sempre trocando informações sobre editoras, gráficas, ela descobre alguma coisa legal e me passa pra eu ver, eu descubro algo legal e passo pra ela. Nós duas lemos muito (ela bem mais do que eu) e sempre trocamos muitas e muitas informações e opiniões sobre os livros que estamos lendo.

Há um tempo, ela me perguntou sobre um livro, porque sabia que eu já tinha comprado e lido. Eu falei sobre o livro para ela, tudo o que eu tinha achado: que a história era ótima, que eu tinha gostado muito, é uma história emocionante e tocante. Mas também falei que o livro estava com algumas falhas técnicas: erros de português, que eram erros bobos. Falei isso porque eu conheço a Cíntia e sei que ela é muito crítica quanto a isso. Ela sempre pega no pé das editoras por causa de erros de português, ainda mais quando são errinhos tolos. Comentamos nessa conversa exatamente sobre isso: a falta de cuidado da editora com os livros, ainda mais quando os livros são pagos pelos autores e no preço está inclusão revisão do texto.

Passado a nossa conversa, a Cíntia adquiriu o livro, incentivada pelo que eu falei a respeito da história, que é linda! Não retiro isso em hipótese nenhuma. A Cíntia começou a ler o livro e começou a achar os tais erros que eu tinha alertado, comentando no twitter:
@cintiamcr: Amo livros cheios de erros, nossa “legau de mais”. Afe!

Eu não tinha me ligado que livro era e perguntei:
@monalisacris: quem escreveu isso?

Iniciamos uma conversa por twitter, já que a Cíntia não pode usar MSN no trabalho dela, e nesse horário ela estava no trabalho:

@cintiamcr: não, isso foi só zuação. O livro vc sabe qual é.
@monalisacris: ah sei sim! hehehehe, bem que eu te avisei!
@cintiamcr: mesmo tendo sido avisada, não esperava que fossem tantos assim 😦
@monalisacris: o problema é que são erros tão bobos, que qualquer word faria a correção. Uma pena!
@cintiamcr: Verdade, achei muita falta de cuidado da editora, parece que nem foi revisado.
@monalisacris: o problema é que ela pagou!
@cintiamcr: fica a dica pra nós, né? Muita propaganda + capa chamativa, acabou decepcionando.

Essa foi à conversa que tivemos via twitter e que deixou uma pessoa chateada, que foi a autora do livro. Em todo momento, eu e a Cíntia tivemos o cuidado de não dizer o nome da autora e nem o nome da editora. Essa conversa aconteceu por causa de outras conversas anteriores a essa a respeito do mesmo assunto. Existe uma grande quantidade de livro que tem o mesmo problema do livro que estava na conversa, que somente eu e a Cíntia sabíamos qual era. A autora do livro percebeu que se tratava do livro dela e pescou todas as palavras críticas em relação à sua obra. Ela não tinha conhecimento dos elogios que foram dados ao seu livro. Eu não vou falar qual livro é, nem o nome da autora e nem o nome da editora.

Você deve estar se perguntando por que eu estou postando isso aqui, depois do fato acontecido e passado? Estou escrevendo esse texto somente agora, porque eu já digeri a história. Eu tenho tendência de ser muito impulsiva e exagerada, isso faz parte do meu temperamento, algo que estou tentando controlar. É claro que nem sempre eu consigo, mas sigo em constante treinamento. No mesmo dia eu postei no twitter isso:

Realmente eu estou triste! Mto chato que nossas palavras sejam jogadas assim.
Hj a @cintiamcr fez um comentário, sobre um livro que eu já tinha conversado com ela. Um livro excelente, uma história linda!
Mas essa parte ficou de fora, e só entraram as coisinhas chatinhas, mas que fazem parte também de uma publicação.
Ainda mais que foi um serviço pago, não foi nada de graça, um pouquinho de cuidado e isso não teria acontecido.
Mas isso não é problema meu, porque eu retive o que foi bom no que eu li.
Só fico triste mesmo por saber que alguém se magoou com o que eu falei/escrevi.
Por isso peço desculpas e não vou falar mais nada sobre isso. Internet pra mim é pra coisas boas…
…se for pra me trazer transtornos eu excluo tudo e continuo a minha vida.

Eu sei que disse que não iria mais falar sobre esse assunto, mas estou voltando atrás e falando. 140 caracteres do twitter me interpretaram mal. E como eu já disse, uma pessoa que eu admiro muito ficou magoada comigo. Eu já li e reli o que eu disse e escrevi e ainda não achei onde foi o meu erro, duas amigas que acompanharam a história, me disseram que eu não disse nada demais, foi só a minha opinião e que minha opinião deveria ser respeitada, assim como eu respeito à opinião alheia. Talvez algum dia eu veja onde eu errei, porque até agora eu só sei que fui taxada de “maliciosa”. Eu que procuro sempre ver o lado bom das pessoas, das coisas e das situações, fui acusada de ser “maliciosa”. Então, acho que esse texto é mais um desabafo, um direito de resposta que eu tenho e por isso estou escrevendo, ficar com isso entalado na garganta estava me fazendo mal, eu tinha que colocar para fora.

A autora do livro em questão, eu peço desculpas se eu a fiz se sentir ofendida. Eu não vou devolver o seu livro e ter o meu dinheiro de volta, porque eu realmente gostei do seu livro, sua história é linda e eu me identifico muito com ela. Já emprestei o livro para três pessoas, que leram e gostaram tanto quanto eu. Digo à você que a crítica que fiz não foi para você e sim para a editora que você escolheu. A editora foi paga para efetuar um trabalho (veja bem trabalho, isso não tem nada a ver com a “unção” ou com “edificação”) e a editora não fez direito. O livro possui erros que como eu disse no meu twitter, qualquer word faria a correção e você pagou por uma revisão que não aconteceu. Concordo que você fique chateada, por seu “filho” (um livro nosso é como um filho) estar com certos “problemas”, mas não é de mim que você deve cobrar e sim de quem recebeu por isso. Sei que você vai passar isso para a editora, assim como você faz com tudo que diz respeito ao seu livro, então digo à editora que eu não pagaria para fazer um trabalho com eles, e que se alguém que eu conheço estiver procurando uma editora para publicar o seu livro eu não os indico em hipótese nenhuma.

Aos leitores desse blog eu peço desculpas por escrever sobre esse assunto tão chato, por favor, não me peçam para dar nomes aos bois, porque eu não darei. Só digo a vocês para que fiquem atentos ao que escrevem e publicam nas redes sociais, porque assim como isso aconteceu comigo e fui taxada de “maliciosa” pode acontecer com vocês. Eu espero sinceramente que não aconteça, porque esse mundo virtual é tão legal, mas de vez em quando tem pedras no caminho. Num primeiro momento eu achei melhor desviar e seguir meu caminho, mas lá na frente essa pedra poderia aparecer novamente, então é melhor retirar a pedra de uma vez por todas. Eu achei melhor fazer isso aqui, onde eu tenho o meu direito de resposta.

Ah, só mais uma coisa. Eu não citei Deus em nenhum momento desse texto, porque existem problemas que nós mesmos criamos e que temos condições de resolvermos sozinhos, sem chamarmos pelo nome dEle em vão.

7 Comentários

Arquivado em Blogosfera