Arquivo da categoria: Blog antigo

“Bateria de escola de samba”

Gentem, dava dando uma olhadinha no meu blog antigo, e quando li esse post me deu uma saudade dessas sensações. Calma, saudade é uma coisas, querer tudo de novo é outra bem diferente, hahahaha. Não estou grávida, e nem penso em outra gravidez nessa vida. E também não acredito em outra vidas. Portanto, Mari é filha única e será assim pelo resto da vida no que depender de mim. Mas, vou reproduzir o texto daquela ocasião aqui, porque é mesmo emocionante.

Post de 10/10/2006

Gentem, sabe bateria de escola de samba, que faz aquele barulhão e contagia, traz alegria, emoção, e deixa a gente com a adrenalina liberada???
Foi assim que me senti escutando o coração do meu baby. Batia tão rápido, num compasso tão gostoso, que me emocionou, me deixou alegre, e me contagiou totalmente. É só eu fechar os olhos que lembro daquele som maravilhoso. É assim que consigo descrever a emoção de escutar pela primeira o coração do meu baby.

Nós fizemos a ultra na semana passada, na quinta-feira. E o paizão foi comigo, e vi os olhos dele brilhando, quando o médico colocou aquele embriãozinho na tela pra gente ver. Nosso filhote já estava com quase 2 cm, medindo da cabeça até o bumbum. Digo estava, pq agora ele já deve estar bem maior, porque já estamos com 9 semanas e 2 dias. O tempo está voando!!! E sinceramente, nesse comecinho eu prefiro que seja assim, porque aí passa logo o medo das doze semanas, que dizem ser as mais complicadinhas.
Mas, falando mais da ultra, o médico mediu tudo, o coração batia a 182 batimentos por minuto, viram como é rápido, o médico falou que é normal, mas agora já vai começar a diminuir. Já vimos os brotinhos dos braços e pernas. É muito lindo ver a vida dentro da sua própria vida. Fica até difícil explicar e descrever, acho que só sentindo, só estando nessa posição é o quanto vemos que é magnífico, Deus realmente faz tudo perfeito.
O médico foi muito atencioso com a gente, perguntou bastante coisas, e respondeu também ao que perguntamos. Mas, eu estava tão extasiada com as imagens que nem perguntei muitas coisas. Mas, não chorei. Segurei firme e me alegrei em saber que meu filhotinho está bem, e se desenvolvendo dentro de mim. A parte engraçada da ultra, mamãe pergunta ao doutor:
– Tem só um bebezinho aí, doutor? – O doutor responde: – Tem só um, por quê? Algum preconceito contra dois? – Mamãe responde: – Ah, o trabalho e os gastos que são dobrados. Papai completa: – Tem muitos gêmeos na família, então está aí a razão do medo.
Doutor, libera um sorriso e fala: – Acho que as pessoas tem preconceito contra gêmeos porque todos pergutam se só um, e quando responde que é, suspiram aliviados. E minha esposa está grávida de gêmeos. Então por isso perguntei o porque do preconceito. Aí, quando mamãe e papai saem do consultório falam: – Coitado do doutor, gêmeos??? É realmente existe preconceito. Hahahahahaha.

Ah, e nós gravamos tudinho, lá ainda não grava em DVD, só em VHS. Aí vamos fazer todas as ultras, e depois passar para DVD. E o ruim também, é que não tem som, então as batidas do coração do filhote vão ficar só na memória do papai e da mamãe. Mas, é inesquecível!!!

No demais também está tudo bem.

Volto depois com mais novidades.

Beijinhos.

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Blog antigo