Profundamente triste

Hoje parecia ser mais um dia normal, levantamos, tomamos nosso café da manhã em família, nos aprontamos, deixamos a Mari na escola e fomos trabalhar. Tinha alguns clientes para visitar e precisava servir de motorista para o marido. Quando retornei para casa na hora do almoço, Cris me liga e diz o que tinha acontecido, ligo a televisão correndo e fico sem reação.

O choro demorou a sair, fiquei paralisada um tempão tentando entender o que tinha acontecido. Ver o desespero de todos os pais tentando buscar informações sobre seus filhos foi dilacerante.

A pergunta que me vem à cabeça quando barbáries como essa acontecem é sempre a mesma: “como uma pessoa pode cometer tamanha atrocidade?” É claro que eu sei a resposta: falta de fé. A desesperança é algo muito ruim. Quando temos esperança é mais fácil passar pelos problemas da vida.

Depois de chorar muito, Cris me ligou e pediu que eu desligasse a televisão, ele me conhece e sabe como eu fico abalada com essas coisas, eu me coloco no lugar de quem está sofrendo e posso sentir a dor da pessoa, chega a ser físico. Fiz o que meu marido pediu e me desliguei um pouco de tudo isso.

Também orei pelas famílias, amigos dos que morreram nesse crime hediondo. Não pude deixar de pensar nos professores que enfrentaram aquela situação, até liguei pra Ju, falamos pouco, nada das gargalhadas que costumamos dar quando nos falamos ao telefone. O coração fica assim apertadinho.

E será que é muito egoísmo da minha parte pedir a Deus que eu nunca passe por uma situação assim?

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Notícias

2 Respostas para “Profundamente triste

  1. Ah, amiga, acho que nesse sentido todos nós somos egoístas. Primeira coisa que fiz quando fiquei sabendo foi entrar no google maps pra saber onde fica esse bairro e ver se não conheço ninguém por perto. Eu que sou durona tive que segurar pra não chorar e mesmo assim uma lagrimazinha escapou.

    Sei nem o que dizer com relação a essa pessoa. Viu a suposta carta que ele escreveu? Ainda tem coragem de colocar Deus no meio. Muito revoltante.

  2. Nós sofremos, ficamos abaladas, dói no peito, imagine as mães que perderam seus filhos nessa tragédia. Eu não consegui nem dormir. Imagine quantas noites essas mães vão passar em claro. Não, não é egoísmo, pedir á Deus que não passemos jamais por isso, até pq não queremos passar e nem que o outros passem, é muito forte. Estamos vendo “ao vivo e a cores” as profecias da palavra de Deus se realizando. O amor no mundo não se esfriou e sim já congelou. As pessoas só pensam em si. E o desespero de como ensinar a minha filha, o contrário do mundo, bate no coração. Dói, dói muito ver a vida passar dessa forma…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s