Dear Mari

Oi Filha,

Você está perto de completar os seus quatro anos, então estou escrevendo para contar o que anda acontecendo em sua vidinha nesse momento. Dessa vez nem vou ficar enchendo sua bola, dizendo o quanto você é maravilhosa e linda, porque isso você já sabe que é, mas vou falar de algumas coisinhas chatas que você anda aprontando.

Já ouviu dizer que filho criado o trabalho é dobrado? Essa é uma expressão muito usada pelas vovós e mamães mais experientes e agora como já estou ficando uma mamãe experiente, vou usar essa expressão também. Cada dia que passa parece que o trabalho aumenta, quando mais você cresce e aprende sobre tudo, mas trabalho você dá para a mamãe. Olha que eu achava cansativo amamentar e trocar fraldas, eu era feliz e não sabia *risos*.

Você anda tão geniosa e querendo ser dona do nariz, que me deixa de cabelos brancos. É um tal de “Eu não quero isso” ou “Não vou fazer aquilo”, que me deixa tão estressada, cansa viu? Como cansa! Acaba acontecendo de eu ter que brigar com você o tempo todo, colocar de castigo, tirar as coisas que você gosta tudo para conseguir domar o seu gênio. Tem horas que consigo, tem horas que não.

Engraçado que eu tinha elogiado você para o seu pai durante a viagem que fizemos para Itaperuna, disse a ele o quanto você estava obediente e disciplinada. Parece que você ouviu e para me contradizer começou a fazer tudo ao contrário, ficando muito birrenta e chorona. Chora por tudo, um saco!

Agora para conseguir fazer você me ouvir, eu te coloco para pensar, você fica lá chorando e gritando, tentando de todas as formas chamar a minha atenção e eu só te atendo quando você finalmente para de chorar e começa a ouvir. Mas você tem percebido que chorar e gritar não vai resolver muitas coisas, outro dia você começou a chorar sem motivos, eu te repreendi e você olhou pra mim e disse: “Já sei mãe, nessa casa não tem espaço pra pirraça, só pra conversa”. Acabou gravando de tanto que eu te falo isso.

Nós duas estamos aprendendo a negociar em tudo, você cede de um lado e a mamãe cede de outro e assim vamos nos entendendo. Educar é muito difícil, você vai ter ideia disso quando tiver seus filhos (agora tô parecendo minha mãe falando comigo). É filha a idade vai chegando e a gente vai vendo que infelizmente não dá pra ser criança a vida inteira, como eu queria ter meus pais me corrigindo nos meus erros, hoje se eu erro arco que as consequências sozinha e vai ser assim pra você também, então aproveita enquanto você mora comigo e eu posso te corrigir nos seus erros.

Só pra você não ficar triste com essa cartinha, a mamãe, apesar de cansada, está adorando ver você crescer essa menininha cheia de personalidade. Você continua encantadora, inteligente e muito engraçada (apesar de você hoje não gostar de ser engraçada).

Na escola você tem se desenvolvido tão bem, agora você sempre volta com dever de casa e é uma alegria fazer os deveres com você. Tem se mostrado cada vez mais curiosa. Ontem, enquanto fazíamos o dever, você disse assim: “Mãe, cachorro começa com k, né?” Eu respondi que não que cachorro começava com “c”. Você olhou pra mim séria e disse: “Não mãe é com k: k – cho – rro”. Achei tão interessante essa coisa de ligar as letras ao som que elas fazem, comentei com sua professora e ela ficou empolgada com isso, sinal de que você tem prestado muita atenção às letras e aos sons delas. Outra coisa que me lembro agora, foi de estarmos procurando figuras que começassem com a letra “a”, você viu a maçã e falou pra mim: “Aqui mãe a “apple” começa com “A”.” No desenho da maçã não estava escrito apple, mas você se lembrou de como era a escrita em inglês.

Viu só como você além de birrenta e geniosa também é curiosa e inteligente. Sem falar o quanto você é linda, mas aí já estou ficando redundante demais, hehehehe

Te amo filha! Mesmo que às vezes eu tenha vontade de fugir pra outro planeta, eu continuo te amando.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Mariana, Padecendo no paraíso, Pérolas de Mariana

2 Respostas para “Dear Mari

  1. É amiga, realmente é muito difícil educar! O que nos conforta é nos agarrar na tese de que é só mais uma fase…rs!
    Bjks!

  2. Morri de rir com essa do k-chorro, hahaha. Tá aprendendo a linguagem internética =P

    Bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s